Gerenciar talento é principal desafio apontado por executivos de RH

Gerenciar talento é principal desafio apontado por executivos de RH

Gerenciar talento é principal desafio apontado por executivos de RH

O ritmo rápido das transformações no mundo tem produzido alterações significativas nos modelos de negócios. Com isso, talentos e lideranças se tornam cada vez mais limitados. Exatamente por este motivo é que os executivos de RH (Recursos Humanos) acreditam que o maior desafio para o futuro será gerenciar talentos.

A constatação faz parte de relatório, realizado pela consultoria empresarial The Boston Consulting Group (BCG), que aborda como lidar com os desafios mundiais na área de RH até 2015. Em nove dos 17 países analisados, inclusive o Brasil, o gerenciamento de talentos foi apontado como um desafio para o futuro.

O estudo, elaborado em parceria com a World Federation of Personnel Management Associations (WFPMA), ainda revelou que em 14 destas nações o gerenciamento de talentos é o principal desafio. O levantamento colheu a opinião de 4.471 profissionais, em 83 países, sobre 17 tópicos ligados à gestão de recursos humanos e a 194 ações de direcionamentos específicos.

 

A falta de talentos

De acordo com os dados, apenas 40% dos executivos de RH que consideraram algum dos tópicos como importantes para o futuro de sua empresa afirmaram que suas organizações já começaram a lidar com o tema. Eles esperam que as companhias impulsionem e incentivem a procura global por talentos.

“As empresas são sistemas sociais complexos, que requerem clareza de objetivos, liderança e gestão. As que apresentarem habilidade para ganhar vantagem competitiva por meio de estratégias de recursos humanos estarão à frente dos concorrentes”, disse Rainer Strack, sócio do BCG na Alemanha e um dos autores do relatório.

Outro ponto abordado na pesquisa diz respeito ao fato de a força de trabalho estar envelhecendo. As empresas enfrentarão dificuldades em contratar pessoas para cargos estratégicos. Será mais difícil identificar e reter talentos. “Problemas surgirão em função da perda de conhecimento e de produtividade, se as empresas não começarem a se preparar, hoje, para a falta de mão-de-obra em cinco ou dez anos”, disse Strack.

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • Saiba Mais

  • Publicidade