Franqueza como diferencial competitivo para o sucesso

Franqueza como diferencial competitivo para o sucesso

Franqueza como diferencial competitivo para o sucesso

João era gestor de uma equipe de marketing e precisava desenvolver uma campanha para o cliente responsável pela maior conta da agência. Neste projeto, a equipe era formada por pessoas muito experientes, porém, tímidas e pouco disponíveis ao diálogo.

João foi o responsável por identificar as necessidades do cliente e repassa-las a equipe para que desenvolvessem a campanha. Fez isso através de várias reuniões com o cliente e três reuniões com a equipe, que considerou insuficientes, mas não se sentia à vontade para falar com as pessoas que pareciam desinteressadas.

Durante o projeto, João percebia que as entregas feitas pela equipe poderiam estar aquém das expectativas do cliente, mas preferiu não questioná-las para evitar desgastes de relacionamento com seus colegas. Além disso, percebia que o engajamento e dedicação das pessoas não correspondia a importância daquele projeto, para o que era a maior conta da agência.

Era, pois o resultado foi desastroso! O cliente não aceitou o projeto e a agência perdeu sua maior conta. O faturamento caiu 47% de um ano para o outro e a 3 anos não consegue retomar seu crescimento.

Teste Grátis

Esse é um caso típico de falta de franqueza no ambiente corporativo. A omissão sobre a verdade dos fatos e a falta de franqueza do gestor comprometeram os resultados do projeto e, consequentemente, de toda a empresa. O medo de lidar com um possível conflito é um dos fatores mais definitivos para a perda da produtividade.

Muitas vezes quando trabalhamos em equipe, gerar conflitos faz parte de uma relação saudável e construtiva. A franqueza muitas vezes é fator crítico para que se alcance as expectativas suas e de seus clientes. Ao abrir mão da possibilidade de conflito por ser franco quando deve, o gestor passa a ser complacente com o baixo rendimento.

Quando se fala em franqueza não se pode confundir com imposição, desrespeito ou rispidez. Ser franco é ser realista. É abordar os fatos e não as relações ou subjetividades. Essa característica tem sido muito observada nas empresas como um diferencial e é essencial para um feedback de qualidade. Não é considerada apenas relevante, mas fundamental para que se alcance os objetivos em um mercado tão competitivo.

A franqueza deve ser encorajada nas pessoas. É preciso que faça parte das relações e ocorra de maneira constante, evitando a complacência e promovendo a colaboração construtiva. Procure incorporá-la na cultura da empresa, através de um conceito de franqueza relacionado ao resultado do negócio e a crítica construtiva.

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • Saiba Mais

  • Publicidade