Customize a comunicação ou prepare-se para perder sua equipe. Veja as dicas.

Customize a comunicação ou prepare-se para perder sua equipe. Veja as dicas.

Customize a comunicação ou prepare-se para perder sua equipe. Veja as dicas.

Nas nossas relações pessoais, pelo passar do tempo ao lado de amigos e familiares, criamos afinidades que nos permitem decifrar as intenções, desejos e expectativas uns dos outros com apenas um olhar. Algumas vezes, a sensação é de que a pessoa tem a habilidade de adivinhar nossos pensamentos. Isso é decorrente de uma relação duradoura, com vínculos afetivos e baseada em diversos fatores que envolvem confiança e, dependendo da relação, até alguma carga genética.

Porém, quando saímos de casa e entramos no ambiente de trabalho, os desafios para se comunicar e transmitir suas ideias e informações são bastante diferentes e mais complexos.

Hoje, dentro de uma mesma empresa, a complexidade das relações gera barreiras de comunicação que normalmente tem origem nos seguintes fatores:

– diferenças de geração: dentro de uma mesma equipe de trabalho é possível ter colegas de 20 e 75 anos. São 5 gerações trabalhando para alcançar os mesmos objetivos.

– diferenças de interesses: muitas vezes os interesses profissionais dos membros da equipe não são os mesmos, mas mesmo assim precisam estar alinhados com os interesses da organização.

– diferenças de perfil: diferentes perfis comportamentais são um dos maiores desafios dos gestores na hora de preparar um feedback ou uma orientação para tarefa.

– diferentes habilidades de trabalho: pessoas possuem diferentes habilidades técnicas e, portanto, o entendimento das atividades tem tempos e níveis diferentes para os membros de uma equipe.

Lidar com essas diferenças para vencer os desafios de comunicação requer um trabalho personalizado de gestão. Isso significa que não é possível executar um padrão de comunicação para todos os membros de sua equipe, já que a interpretação de suas informações ocorrerá de maneira diferente para cada um dos seus interlocutores.

É necessário adaptar seu estilo de comunicação conforme o seu ouvinte. Do contrário, você correrá sérios riscos de não ser compreendido.

Para isso, separamos 4 dicas para ajuda-lo a vencer esse desafio.

1 – Conheça o seu perfil de comunicação: Saiba quais são suas habilidades e limitações na hora de se comunicar. Isso apontará qual a sua necessidade de desenvolvimento e aumentará sua atenção para propagar melhor suas informações.

2 – Encare sua equipe como seu maior recurso: Se você acha que é perda de tempo entender como a sua equipe pode compreender melhor suas ideias, você está fadado ao fracasso. Esse tempo onde você identifica a melhor maneira de se comunicar com cada um é que irá lhe poupar de contratempos e retrabalhos mais adiante. As pessoas precisam entender o que precisa ser feito com toda clareza, ou os resultados podem ser comprometidos. Procure mapear a melhor forma de comunicar suas ideias a cada profissional.

3 – Crie o hábito de se preparar para as conversas: Quando você reflete sobre suas ações e se prepara para orientar alguém para uma atividade ou analisar o desempenho da equipe, você exercita sua capacidade de análise e não se torna superficial. Para isso, conhecer uma metodologia de feedback e aplica-la no seu dia a dia é fundamental.

4 – Seja generoso e compreensivo: Lidar com pessoas exige boa vontade e dedicação. Facilmente se percebe quando alguém faz algo por obrigação ou má vontade. Mostre-se comprometido e interessado quando conversa com alguém e, principalmente, quando estiver no papel de ouvinte. São atitudes de generosidade e compreensão que engajam as pessoas e fazem com que estas se sintam parte relevante de algo maior.

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • Saiba Mais

  • Publicidade