Abandone a cultura do “sim”. Veja dicas para aumentar seus resultados

Abandone a cultura do “sim”. Veja dicas para aumentar seus resultados

Abandone a cultura do “sim”. Veja dicas para aumentar seus resultados

Hoje vivemos em uma cultura onde a empatia e cordialidade têm sido muito valorizadas no ambiente corporativo. Por vezes, até de maneira exagerada e prejudicial. As pessoas têm sacrificado seus resultados para atender as necessidades dos outros, apenas pelo receio de dizer “não” a quem lhe pede algo.

Esse comportamento é comum porque durante toda a nossa vida fomos treinados para isso: estarmos abertos e disponíveis para ajudar ou agradar os outros. Do contrário, seriamos taxados de egoístas. O reflexo é um impacto direto sobre projetos mais relevantes já que, ao dizer “sim” com o intuito de ajudar o outro, estamos automaticamente abrindo mão dos resultados dos nossos projetos.

Veja 4 dicas sobre como exercitar a nova mentalidade sobre a cultura do “sim” e, consequentemente, potencializar seus resultados com foco nos projetos mais importantes.

1 – Implante um sistema de análise de valor

Crie uma metodologia para classificar a importância dos projetos de novas oportunidades, seus e das áreas que se relacionam com seu trabalho. O critério pode ser o impacto de receita do projeto para os resultados da empresa ou qualquer outro que lhe pareça razoável.

Dessa forma, fica mais claro e simples saber definir quais projetos e atividades merecem ou não sua dedicação e, portanto, facilitam administrar a cultura do “sim”.

2 – Implemente o Fail-fast

Esse conceito é bastante utilizado por empresas de inovação para identificar o mais rápido possível e com o menor custo qual seria o resultado de um projeto quando estivesse pronto.

Na maioria dos casos, isso pode ser feito através da prototipagem ou simulação do projeto. Assim, se otimiza os recursos para os melhores resultados e não se perde tempo em atividades de pouco valor.

3 – Oriente a equipe para a independência

Muitas vezes, as atividades que pedem que você faça poderiam ser feitas pela própria pessoa que pede. Porém, ela não sabe como fazer porque nunca foi ensinada para isso. Já dizia o ditado: “Não dê o peixe, ensine a pescar”. Isso pode ser feito através de delegação e feedback constante sobre o desempenho.

As pessoas terão mais prazer em realizar as atividades e você mais tempo para seus projetos.

4 – Comemore os “nãos”

Ao invés de se sentir culpado quando disse não para alguém, saiba que está fazendo um bem para si mesmo, e provavelmente até para outra pessoa. Procure fazer isso de maneira empática, demonstrando suas razões para não poder ajuda-lo no momento e orientando para a melhor saída.

Essas atitudes podem parecer bastante desafiadoras no início, mas depois de implementadas, farão parte de sua cultura e até mesmo da cultura da empresa, e então ocorreram de maneira automática no seu dia a dia de trabalho.

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • Saiba Mais

  • Publicidade