3 filmes para assistir sobre gestão de pessoas

3 filmes para assistir sobre gestão de pessoas

3 filmes para assistir sobre gestão de pessoas

Mesmo que eles não pareçam e muitas vezes fujam um pouco da realidade, os filmes são grandes fontes de aprendizado e conhecimento. Professores, profissionais e gestores de pessoas costumam utilizar filmes para melhor aprofundar os ensinamentos que procuram passar para o seu público, sejam alunos, funcionários em formas de treinamentos e cursos. Porém, não é necessário estar em alguma dessas situações para poder assistir e aprofundar os conhecimentos que são explorados nos filmes.

Como mencionado, os filmes são grandes fontes de aprendizado e conhecimento e todos eles, por menor parcela que seja, trazem de alguma forma uma “moral da história”, e quando analisados com olhares de um gestor de pessoas muitos pontos podem ser notados e absorvidos pelo profissional. Assim, juntamos uma lista de 3 exemplos de filmes que podem agregar conhecimento sobre a gestão de pessoas:

Obrigado por Fumar (2006) – Nele, Nick Taylor é o porta-voz responsável por uma associação de empresas que produzem e distribuem cigarros dos Estados Unidos. Em tal cargo, ele é responsável por manter positiva a imagem dessa indústria que sempre é vista com maus olhos pela sociedade. Durante o filme, ele enfrenta diversas situações para desempenhar seu cargo e acaba sofrendo alguns problemas que envolvem o lado pessoal afetando direta e indiretamente seu relacionamento com o seu filho.

Durante o decorrer da filmagem, o personagem principal se depara com situações de risco para a visibilidade das indústrias de tabaco, às quais ele defende e promove mantendo a melhor imagem e defendendo essa função. Independente da gratificação salarial, o filme demonstra e traz o questionamento de que, será que é apenas o dinheiro que nos torna felizes em nosso trabalho? E ao decorrer das cenas, em diversos momentos o personagem se encontra em situações de desespero e possível desistência.

De um modo geral, o filme Obrigado por Fumar, apresenta conflitos e dilemas que abordam acerca da ética na organização e do trabalho realizado apenas por obrigação e para receber o salário. Essas situações explicam e exemplificam reais momentos que gestores de pessoas enfrentam no seu dia a dia e a forma que eles atuam para mostrar aos colaboradores os ideais que a organização preza.

O diabo veste Prada (2003) – Um clássico do cinema mundial, contendo diversas estrelas do cinema internacional e abrangendo marcas e empresas de grande nome na moda. Apresenta uma jovem que consegue emprego em uma renomada revista de moda e enfrenta situações delicadas tanto no trabalho como na vida pessoal.

O suposto melhor emprego do mundo ou o emprego dos sonhos nem sempre pode ser como se imagina. O filme, mostra situações que apresentam excessivas más influências no ambiente de trabalho, que direta ou indiretamente acabam prejudicando tanto o decorrer do trabalho como o desenvolvimento profissional do companheiro. A competitividade entre os funcionários da empresa, fazendo com que tanto o desempenho em grupo como pessoal, percam a qualidade. Mostra também que o excesso de trabalho pode afetar o desempenho do colaborador dentro da própria organização e consequentemente afeta a vida pessoal do funcionário, e este fator, afeta psicologicamente o colaborador afetando seu desempenho para a organização.

O diabo veste Prada é o típico filme que demonstra como as relações e o comportamento nas organizações é fundamental. O bom clima dentro da organização é imprescindível para que o bom andamento das ações ocorram e mostra que o bom convívio entre os funcionários, independente do cargo que estejam ocupando seja sadia para o bom desenvolvimento das atividades e o andamento dos serviços da empresa.

Clube da Luta (1999) –  Clube da Luta conta a história de um investidor de seguros que ao decorrer dos anos e da atuação em sua área de trabalho conquistou uma confortável e segura vida financeira, mas que ao decorrer do tempo cansou dessa situação e percebeu que não estava vivendo a vida que queria. E ao conhecer o personagem Tyler, ele muda sua vida completamente.

Este é um filme excelente não só para a gestão de pessoas, mas para a gestão da vida. Nos traz o questionamento de que o que se está fazendo realmente é importante para nossas vidas e se nos faz feliz. Para gestores de pessoas, demonstra que nem sempre o dinheiro é a melhor e maior chave para a motivação dos colaboradores. Mostra que é possível haver funcionários que são satisfeitos com seus cargos se aquilo que lhes foi atribuído realmente os satisfaz, tornando pessoas melhores e mais felizes.

O filme apresenta uma visão direta e ampla sobre recrutamento, seleção, desenvolvimento e treinamento pessoal e em grupo, mesmo que seja explorado em um pequeno ambiente, o clima de ambiente organizacional.

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.




Posts mais vistos


  • Saiba Mais

  • Publicidade